Bancos preveem crescimento de 6,3% em 2010, com inflação e juros em alta

Bancos preveem crescimento de 6,3% em 2010, com inflação e juros em alta
GIULIANA VALLONE da Reportagem Local
Em linha com as expectativas do mercado, os bancos brasileiros estimam um cenário de forte expansão da economia neste ano e, como consequência disso, aumento de inflação e juros no país. É o que mostra a Pesquisa de Projeções Macroeconômicas da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) divulgada nesta quarta-feira. Na crise, banco lucra US$ 5 milhões por hora Banco britânico RBS corta 2.600 empregos Lucro do HSBC cresce no 1º tri com recuo de perdas com crédito O levantamento de maio aponta que as instituições estimam crescimento de 6,3% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2010, contra projeção de 5,5% na pesquisa de março. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a inflação oficial do país, deve subir 5,5% no período, preveem, acima do centro da meta do governo, de 4,5%. “Os dados consolidam um cenário de crescimento expressivo, inflação acima do centro da meta, mas não explosiva, e com aumento da Selic para conter essas pressões inflacionárias”, afirmou o economista-chefe da Febraban, Rubens Sardenberg. O Copom (Comitê de Política Monetária) elevou a taxa básica de juros do país para 9,5% ao ano em sua última reunião, no fim de abril. Para os bancos, a taxa deve subir mais nos próximos encontros do Comitê do Banco Central, chegando a 11,75% em dezembro. Esse cenário de alta de juros, de acordo com Sardenberg, aliado ao forte crescimento neste ano, faria com que o ritmo de expansão da economia fosse reduzido em 2011. A pesquisa aponta uma estimativa de alta de 4,5 no PIB no ano que vem, com a inflação em alta de 4,7%. Os juros, porém, teriam pouca redução, fechando o ano em 11,5%. Para o cenário externo, a previsão dos bancos é de que o PIB dos Estados Unidos cresça 2,7% neste ano –ante 2,4% na pesquisa anterior.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale com a gente