Casa na árvore é destaque de hotel sueco

O TreeHotel, no Norte do país, oferece uma hospedagem fora do comum: os visitantes ficam alojados em quartos suspensos em árvores. Cada estrutura foi projetada por arquitetos e designers suecos
Treehotel/divulgação
Com uma cama de casal, The Cabin tem vista privilegiada da região
Quase todo mundo já sonhou em ter uma casa na árvore quando criança. Mas com o tempo, essa vontade se transforma numa residência convencional. Mas que tal relembrar a mesma sensação da infância num hotel no meio de uma floresta temperada? É o que propõe o Treehotel, da Suécia, inaugurado em julho deste ano. O estabelecimento fica na pequena cidade de Harads, no Norte do país, com cerca de 600 habitantes e a 60 km do círculo polar ártico. A paisagem é bem campestre, com florestas e vales em estado natural. O TreeHotel é uma pousada com conceito ecológico, com os quartos suspensos no alto de pinheiros. Cada um dos dormitórios foi projetado por arquitetos e designers suecos, que tiveram liberdade para criar propostas inovadoras e modernas. Clique aqui e veja mais fotos do hotel Os donos do hotel tiveram a ideia de fundar o TreeHotel após assistir o documentário sueco Trädälskaren (“Amante de árvores”), dirigido por Jonas Selberg Augustsen , que conta a história de três homens que resolvem abandonar a cidade grande e explorar a natureza. O filme foi gravado na região de Harads, onde os personagens construíram uma casa na árvore.
Treehotel/divulgação
Um dos destaques, o Mirrorcube, ao alto. O quarto UFO parece uma nave alienígena
“O que estamos oferecendo uma nova experiência de viver perto da natureza num lugar de grande beleza natural. Treehotel é onde a alegria das memórias de criança podem agora ser revividas com mais conforto e sofisticação”, dizem os idealizadores Os quartos variam de 15 a 30 metros quadrados e ficam numa altura entre quatro e seis metros do solo. Para ter acesso, os hóspedes devem subir rampas ou escadas, sendo que dois dos quartos têm escadas elétricas retráteis. Inspiração Cada quarto tem design interno e externo e mobiliários exclusivos e podem acomodar de casais a famílias ou grupos de amigos. Há ainda uma sauna com capacidade para 12 pessoas e espaço de convivência coletivo. O Mirrorcube foi projetado pelos arquitetos Bolle Tham & Martin Videgård e é uma estrutura de alumínio coberta por vidros espelhados. O quarto tem uma visão privilegiada de 360 graus. O Bird’s Nest foi criado por Bertil Harström e tem linhas orgânicas que lembram o ninho de um pássaro. ele possui uma escada retrátil  para acesso. The Cabin é assinado por Mårten Cyren & Gustav Cyren e tem uma cama de casal  com vista para um rio da região. Já o The Blue Cone, feito por Sandell Sandberg tem dois andares, com cama de casal no andar superior e duas camas simples no térreo. O escritório Marge Architects desenhou A Room With A View, com têm uma cama de casal e oferece vista em três direções. Ouro destaque é o quarto UFO, de Bertil Harström, que parece uma espaçonave alienígena. O espaço possui uma cama de casal e duas infantis, que vão se sentir em outro planeta. As diárias para casal variam de 3500 a 4200 coras suecas, cerca de R$ 854 a R$ 1025 e incluem café da manhã. O Treehotel fica aberto o ano todo, mesmo no inverno, quando a temperatura pode chegar aos –30º. Os donos têm previsão de construir um total de 24 quartos num período de cinco anos. Thiago Ventura – Portal Uai

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale com a gente