Confira regras importantes para o cuidado com o ar-condicionado

 
Gladyston Rodrigues
                  Condições do ambiente A primeira delas é avaliar a capacidade de refrigeração, levando em conta quanto de calor faz no lugar em que vai ser instalado e quantas pessoas costumam ficar nele. Dimensionar o aparelho e o tamanho do ambiente é fundamental para que o usuário tenha o conforto que deseja sem gastar mais do que o necessário, tanto na compra do aparelho quanto no consumo de energia. O local em que o ar-condicionado será instalado e até mesmo o tamanho das janelas devem ser contemplados, porque elas permitem que o ambiente receba maior ou menor quantidade de calor do sol, sendo decisivo para torná-lo mais quente ou mais frio. As orientações do manual do consumidor são muito úteis para decidir pelo aparelho certo na hora da compra, e a instalação deve ser feita por um profissional qualificado. Manutenção Os equipamentos têm filtros que auxiliam na remoção de poeira e outras partículas que comprometem a qualidade do ar. Para garantir o funcionamento adequado, os filtros de ar devem ser limpos com a frequência adequada para cada tipo de ambiente. Em média, a periodicidade deve ser a cada duas semanas e o próprio usuário pode fazer isso, retirando o filtro e lavando-o em água corrente. Para outras partes do aparelho, deve ser chamado um técnico responsável, que fará a limpeza química em todos os componentes. Normalmente, essa limpeza precisa ser feita uma vez ao ano, mas esse prazo pode variar. Escolha do equipamento A recomendação é que o consumidor busque sempre um instalador habilitado pelo fabricante para especificação do equipamento correto para o ambiente. Basicamente, a capacidade do equipamento é definida pela carga térmica. O instalador vai calcular essa carga levando em consideração fatores como área interna, número de pessoas e incidência solar. Um bom dimensionamento da carga térmica é determinante para a seleção do modelo ideal, proporcionando uma maior vida útil do produto e, principalmente, um menor consumo de energia. O consumidor deve escolher uma marca que tenha uma rede treinada de instaladores para ter um suporte adequado na hora da compra e instalação. Consumo consciente A renovação do ar deve ser feita de forma controlada para garantir a qualidade do ambiente, sem comprometer o consumo de energia. Enquanto o equipamento estiver ligado, deve-se evitar que portas e janelas fiquem abertas por um longo período. É interessante buscar equipamentos com funções inteligentes, tais como modo sleep, que proporciona conforto ao dormir sem que o equipamento fique ligado durante toda a noite. A manutenção do equipamento deve ser sempre observada. A limpeza do filtro, por exemplo, é essencial para manter a qualidade do ar e evitar que a eficiência do equipamento seja comprometida, o que aumenta o consumo de energia. Fonte: Johnson Controls

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale com a gente