De olho na Copa, mercado hoteleiro de Belo Horizonte está aquecido

Belo Horizonte tem hoje 103 meios de hospedagem e a perspectiva é aumentar esse número Logo depois do anúncio do Brasil como país sede da Copa de 2014, as cidades onde serão realizados os jogos se movimentaram para adequar os estádios aos padrões Fifa de qualidade. Entretanto, há outra preocupação: como disponibilizar infraestrutura de hospedagem para abrigar o grande número de turistas que virão? Em Belo Horizonte, por exemplo, o mercado hoteleiro está aquecido com essa perspectiva. De acordo com o último levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais (ABIH), em Belo Horizonte há 103 meios de hospedagem, com 8.367 apartamentos, resultando em 17.969 leitos. Na Região Metropolitana, são 89 locais, com 2.577 apartamentos, totalizando 6.186 leitos. Segundo a presidente da ABIH e diretora do Liberty Palace Hotel, Silvania Capanema, o levantamento considera os meios de hospedagem situados a até 100 quilômetros de Belo Horizonte. “Foram considerados os hotéis e pousadas com categoria equivalente a duas estrelas, no mínimo, com CNPJ e que apresentam boas condições de infraestrutura e serviços”, conta. Leia mais Expectativa é que haja um boom no setpr imobiliário Ela ressalta que todos os meios de hospedagem foram visitados e no levantamento não foram considerados hotéis de alta rotatividade, motéis e pousadinhas. “Já quanto ao número de leitos em hotéis de categoria superior, de quatro e cinco estrelas, podemos considerar que hoje temos cerca de 6.794 leitos apenas em Belo Horizonte.” O levantamento também foi feito em nove cidades que fazem parte do colar metropolitano – próximas à capital, mas que não integram oficialmente a Grande BH – e em outras 14 cidades que ficam também a até 100 quilômetros de distância de Belo Horizonte e não fazem parte da região metropolitana. Com isso, o total de leitos sobe para 34.020, número ainda insuficiente para atender a demanda da Copa, caso a capital venha a ser a cidade onde será realizada a abertura do evento. Leia também: E quando a Copa acabar? Mesmo considerando que Belo Horizonte não é uma cidade conhecida mundialmente, como o Rio de Janeiro e Salvador, a Match, empresa da Fifa responsável pela logística do evento, estima que possa vender cerca de 20 mil pacotes para um jogo comum e até 40 mil para jogos de abertura ou semifinal. “Na hipótese de total sucesso de vendas, relevando situações de crise econômica que possam ocorrer em 2014, vamos considerar a necessidade de 40 mil leitos”, aponta Silvania Capanema. Mas o mercado hoteleiro tem se movimentado para resolver a questão. Isso é o que aponta pesquisa realizada em julho deste ano pela ABIH MG. O trabalho apurou que há 10 hotéis em construção na Região Metropolitana de Belo Horizonte, totalizando 1.090 apartamentos. “Além disso, encontra-se em aprovação na Prefeitura de Belo Horizonte, pelo apurado pela ABIH, 10 projetos até agora, somando 2.036 apartamentos.” Júnia Leticia – Estado de Minas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se e receba mais informações sobre o lançamento!!

 

 

Fale com a gente