Diferenciais de mercado

Para se ter uma ideia da magnitude de um empreendimento como este, só a suíte master do Cronos tem 92 metros quadrados (m²), área maior que a de muitos apartamentos de alto padrão, como conta Dennyson Porto. “A cobertura tem 1.143 metros quadrados, cinco suítes com closet, piscina coberta com 37m², salas de jogos e de almoço, oito vagas de garagem, etc.”, pontua o diretor de incorporação da LiderCyrela. Mas seja na cobertura ou não, uma mansão suspensa consiste em um imóvel que tem uma boa metragem, com área espaçosa e conforto associada a uma área de lazer completo e acabamento de alto luxo, como resume a diretora comercial da RKM Engenharia, Adriana Bordalo. “Às vezes, um apartamento nem é tão grande em área, mas o acabamento é tão luxuoso que é considerado uma mansão.” Sendo assim, não existe um padrão ou tamanho ideal para o apartamento ser considerado uma mansão, já que não é apenas a metragem que a define. “Os tipos de materiais utilizados no acabamento, pedras e metais nobres, mármores podem definir também. Além disso, as mansões suspensas contam com tecnologias modernas de sonorização e automatização dos apartamentos”, ilustra Adriana. Outra característica é a personalização, conforme a diretora comercial da RKM. “Os clientes modelam seus apartamentos desde a planta, mudando paredes, portas e também escolhendo toda a decoração interna. Quem compra uma mansão não deseja ter um apartamento igual aos outros. Quer um apartamento único, feito à sua maneira.” Esses diferenciais, aliados ao cenário econômico mineiro, que Dennyson Porto define como pujante, traçam perspectivas otimistas para as mansões suspensas. “Com as nossas pesquisas, identificamos este público que quer migrar de uma casa para um apartamento que mantenha os diferenciais de mansões. O próprio sucesso do Grand Lider Olympus já mostra a viabilidade desse tipo de empreendimento, pois 98% dele já foi vendido.” Para idealizar o imóvel, Dennyson Porto fala que o ponto de partida foram as pesquisas desenvolvidas pela Área de Desenvolvimento de Produto. “A gente aponta para o mercado aquilo que ele nos demanda. Entendemos que o mercado é dinâmico, molda-se dentro daquilo que necessita, e a LiderCyrela busca atender a essa demanda.” AQUECIMENTO. Com relação às expectativas de aceitação do empreendimento, Adriana Bordalo fala que a RKM já passou por essa etapa e os resultados mostram êxito. “Hoje, podemos dizer que já consolidamos nosso público. Ainda existem pessoas que preferem morar em mansões afastadas da cidade. Talvez pelo estilo de vida sem filhos, com home office, ou por opção própria. Mas temos também o público que comprou essa ideia.” Conselheiro efetivo do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci-MG) e proprietário da Anuar Donato Imóveis, Anuar Elias Donato Júnior diz que a comercialização de mansões suspensas está bem aquecida. “A aceitação deste tipo de empreendimento vem aumentando dia a dia com o crescimento e o desenvolvimento consistente da economia brasileira.” Já para o presidente da CMI/Secovi-MG, Ariano Cavalcanti de Paula, que assemelha as mansões suspensas a coberturas, sempre há uma oferta menor desses imóveis. “Já que, para cada prédio com dezenas de apartamentos, há apenas uma ou duas coberturas. Com menos oferta, há uma liquidez boa e, geralmente, é bem alto o índice de viabilidade desses empreendimentos.” Segundo ele, a procura por coberturas como imóvel exclusivo não é tão nova, e, sim, conceito que vem evoluindo em função da necessidade de maior segurança. “Quem buscava mansões agora opta por um imóvel tão exclusivo quanto, mas agregado à segurança e à conveniência de um condomínio.” Júnia Leticia – Estado de Minas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale com a gente