FUNCIONÁRIOS

1.ORIGEM: Um dos bairros mais antigos de Belo Horizonte, localizado na região Centro – Sul, o Funcionários é referência cultural e histórica. Fundado em 1896, dois anos depois do início das obras para a construção da nova capital, foi planejado para acolher funcionários públicos recém–transferidos de Ouro Preto. As suas primeiras moradias respeitavam a hierarquia do funcionalismo e serviam para identificar o nível social das famílias. Os imóveis obedeciam a seis padrões que variavam de a à f, de acordo com a função do servidor. As mais simples eram para porteiros e serventes e as sofisticadas e maiores pertenciam a diretores e desembargadores. Outra curiosidade sobre as casas era o número de janelas, que indicavam também o status do morador. Quanto maior o número de janelas, mais ilustre era o dono da moradia. Quem caminha pelo Funcionários, pode observar fragmentos da história registrado na arquitetura de casarões imponentes e no traçado de ruas arborizadas. A localização privilegiada, somada ao comércio da Savassi e ao complexo arquitetônico da Praça da Liberdade, transformaram o bairro em um dos endereços residenciais mais caros da cidade. 2. DESENVOLVIMENTO/INFRA – ESTRUTURA: Tradição e modernidade. Essa é a combinação que faz do Funcionários, um dos espaços mais disputados e charmosos da capital mineira. Criado para ser um pólo residencial e com a responsabilidade de incentivar o crescimento das demais regiões, o bairro sempre foi sede do poder público e referência para muitas atividades comerciais e financeiras instaladas na capital. Durante a década de 80, sofreu intensas modificações, sobretudo em sua área residencial. Os antigos casarões construídos ao longo de ruas importantes como Timbiras, Sergipe, Maranhão e Piauí cederam espaço para edifícios modernos. Esta foi a forma encontrada pelo mercado para melhor aproveitamento dos terrenos que se valorizavam rapidamente. Vizinho do Centro e de bairros nobres como Mangabeiras, Serra, Santo Antônio, Sion e São Lucas, o Funcionários pode ser acessado por importantes vias de tráfego como as avenidas do Contorno, Cristóvão Colombo, Getúlio Vargas, Afonso Pena e Nossa Senhora do Carmo. As avenidas e ruas levam nomes de estados brasileiros e personagens importantes da literatura, política e histórica do Brasil, tais como, Tomé de Souza, Gonçalves Dias, Fernandes Tourinho e Antônio de Albuquerque entre outros. O Funcionários abriga também a Savassi, uma faixa geográfica que se destaca como um dos mais bem sucedidos pólos econômicos e culturais da cidade, com um comércio variado, além de shoppings como o Pátio Savassi e o 5ª Avenida. Ostenta lojas de grifes famosas e ateliês, sempre prontas a surpreender as passarelas com o que há de mais arrojado e eclético. Hotéis, flats, centros de compras, galerias de arte, farmácias, academias, padarias, agências bancárias, fast food e clínicas de serviços médicos, odontológicos e estéticos compõem a rede de comércio e serviços, enquanto cinemas, teatros, boates e praças oferecem o que há de mais variado em opções culturais. Bares e restaurantes, igualmente democráticos, integram um sofisticado roteiro gastronômico começando pela cozinha mineira e passando por outras não menos apetitosas como a árabe, italiana, francesa e oriental. Para Maria Auxiliadora Teixeira de Souza, presidente da Associação dos Lojistas e Moradores da Savassi – ALSA, além da importância histórica da região, é sempre bom lembrar que ali se concentra um dos setores mais importantes da economia mineira: o de serviços. Mais de 40% dos 2 mil empreendimentos comerciais instalados na Savassi, são prestadores de serviço”, destaca a moradora do bairro há mais de 40 anos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se e receba mais informações sobre o lançamento!!

 

 

Fale com a gente