Imóvel limpo e arejado antes de ser colocado à venda

Maria Tereza Correia/EM/D.A Press
Diretora da Céu-Lar Netimóveis, Adriana Magalhães lembra que é importante manter o espaço sempre organizado na hora de mostrar o bem
Já imaginou entrar em um apartamento à venda e encontrar piso estragado, infiltração no banheiro e louça suja na pia da cozinha? Não há quem não tenha má impressão de um lugar como esse. Bom preço e localização privilegiada podem até atrair o cliente, mas é bem provável que ele desista de fechar negócio depois de constatar que o imóvel está sujo e mal conservado. “Qualquer coisa que você compra em bom estado tem valor agregado maior, o que dirá um espaço onde você vai morar ou receber clientes”, comenta a diretora da imobiliária Céu-Lar Netimóveis, Adriana Magalhães. Por isso é tão importante investir em manutenção, não só para acelerar a venda, como para valorizar ainda mais o imóvel. Antes de colocar um apartamento, casa ou escritório à venda, o proprietário deve observar se não há nenhum problema estrutural, como infiltração, vazamento, cano estragado, fiação em curto-circuito. Nem defeito em portas, janelas, armários, luminárias, peças de banheiro e cozinha. “É horrível quando o cliente vai abrir a janela para ver a vista e ela está estragada ou o vidro quebrado”, afirma Adriana. Outra dica é pintar as paredes e, se possível, renovar o sinteco. Se o espaço estiver vazio, além de providenciar os reparos, a orientação é tentar mantê-lo sempre limpo e arejado. No caso de imóvel habitado, o cuidado deve ser ainda maior. Evite deixar roupas no varal, cozinha e quarto bagunçados, pessoas deitadas no sofá. “O comprador fica tão constrangido com a desorganização da casa que não consegue fixar o olhar no que é realmente importante”, destaca a diretora da Céu-Lar. Para não correr o risco de passar vergonha, mantenha os armários fechados, camas arrumadas, além de cozinha e banheiro limpos. TRANSPARÊNCIA. Mas Adriana esclarece que preparar o imóvel para a venda não significa esconder os defeitos que ele tem. “É importante ser muito transparente nas relações. Fale toda a verdade, diga que tem infiltração, briga com vizinho. Em vez de esconder o problema, vamos propor a solução”, explica a corretora. A tentativa de “maquiar” o espaço só vai dar dor de cabeça para o proprietário, que terá de se explicar à Justiça. Comprovada a má-fé, o contrato pode ser cancelado e o comprador recebe até indenização. “Se o cliente tiver visto o defeito e, mesmo assim, quiser fechar o negócio, aí tudo bem.” Celina Aquino – Estado de Minas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale com a gente