Recortes da natureza…

Recortes da natureza Cada vez mais organizados, os jardins de inverno trazem um pedaço da natureza para dentro das casas, dando mais vida aos ambientes Texto: Maria Luiza Mattos Paisagismo retrô
Foto: Clausen Bonifácio
A designer de interiores e lighting designer Marcela Passamani transformou a sala íntima de uma residência em um local agradável e em completa sintonia com a natureza. Prático e funcional, o ambiente foi projetado com tons neutros e pequenos toques retrô. Uma pequena grade com desenhos também neste estilo separa o jardim do restante da sala. Plantas como samambaias (Nephrolepis Polypodium) e lanças-desão- jorge (Sansevieria cylindrica) foram escolhidas por serem comuns antigamente, além de fazerem uma combinação perfeita com a sugestão de cores do ambiente. A idéia foi utilizar plantas de pequeno porte, com pouca raiz em função da baixa base para plantio, evitando problemas futuros. No piso, a paginação com seixos mantém o jardim de inverno limpo e organizado. A parede de vidro permite a integração dos elementos da natureza, como se o jardim tivesse continuidade fora da sala íntima. A vista é exuberante.
Confira quem fez
Designer de interiores e lighting designer: Marcela Passamani Paisagismo: Paulo Prata Tapete: Avanti Papel de parede: Paper House
Orgânico e clean
Foto: Glauco Guisasola
Situado na passagem para um home theater, o jardim de inverno da designer de interiores Solange Guerra, possui formato ondulado e pequenas dimensões. Os espelhos foram estrategicamente colocados ao fundo para dar a sensação de um espaço bem mais amplo, além de reproduzir o próprio design do jardim. Yucca (Elephantipes) e pata-de-elefante (Beaucarnea Recurvata) foram as plantas escolhidas, destacadas com espetos de luz. No chão, cascas de árvore, pedriscos e pedras rio, além de uma luminária, formam um jardim simples e clean. A praticidade também conta. Além de ter sido montado em apenas uma hora, o jardim de inverno possui plantas em vasos, o que exige que elas sejam aguadas uma vez por semana com apenas 300ml de água.
Confira quem fez
Designer de interiores: Solange Guerra Plantas: Garden Center
Que tal curtir a natureza no conforto de sua casa? Os jardins de inverno transformam os ambientes ao aproveitar todo tipo de espaço com folhagens, flores, fontes, entre outros elementos, com praticidade e limpeza, compondo uma verdadeira obra de arte. “Esse tipo de jardim é um ambiente para ser contemplado pelos moradores e criar um envolvimento saudável entre os seus visitantes”, afirma o arquiteto Marcos Cruz. Geralmente posicionados em locais onde há baixa luminosidade, os jardins de inverno são implantados para ampliar um espaço, melhorar a iluminação e a ventilação, além de diminuir a aridez do local. “Ele traz ao ambiente uma sensação agradável de relaxamento e frescor”, conta a arquiteta Andréa Satyro. Ele pode estar em qualquer cômodo de uma casa ou apartamento, seja debaixo da escada, banheiro, anexo a salas ou quartos. Não existe um tamanho mínimo. “É possível brincar com um determinado espaço e sem gastar muito desde que se tenha um projeto, bom gosto e vontade de criar”, afirma a arquiteta e designer Daniela Mattos. Segundo a paisagista e também arquiteta Denise Barreto, se ele se destinar apenas à contemplação pode ter, por exemplo, 1m2. Porém, se for destinado à ocupação, precisará de pelo menos 2 a 3m2. “Dependendo do espaço, podemos fazer um jardim de vasos, que fica um charme”, sugere a designer de interiores e lighting designer Marcela Passamani. É importante atentar para o fator iluminação: quanto mais luz natural, melhor. Ventilação também é essencial, assim como a escolha das espécies de plantas. “O ideal é que a área seja coberta, mas ventilada para não correr o risco de concentrar calor e virar uma estufa”, ressalta Andréa Satyro. Drenagem e impermeabilização são itens essenciais a serem contemplados para não causar infiltrações. Mistura de elementos Com o objetivo de integrar exterior e interior, os arquitetos Eduardo Felga e Daniele Baião incrementaram uma sala de jantar e uma sala de estar com jardins de inverno. O projeto, moderno, proporcionou melhor iluminação e ventilação aos ambientes, além de torná-los mais aconchegantes. Uma parede de vidro separa o jardim da sala de estar. Com formato orgânico, o jardim é entrecortado por um passeio de pedras São Tomé irregulares sobre a forração de seixos amarelos. Entre as plantas, pelo de urso e bromélias (sobre seixos brancos) pontuam o jardim, que beira um espelho d’água e uma cascata tipo lâmina. Uma pérgola de concreto protege o espaço.
Fotos: Aelson f. Amaral
Parte da sala de estar, um outro jardim de inverno traz a natureza para dentro da casa ao apresentar bambus mossôs, pelo de urso, bromélias, ráfia, entre outras plantas. A parede de pedra São Tomé tipo canjiquinha confere um toque natural e clean ao ambiente, assim como os seixos brancos. Os dois projetos são evidenciados pela iluminação tipo espeto com lâmpadas PAR20 nas cores branca e âmbar.
Confira quem fez
Arquitetura: Eduardo Felga e Daniele Baião Produtos utilizados no jardim: Agroflora
 
Myspace Glowing text

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se e receba mais informações sobre o lançamento!!

 

 

Fale com a gente